Planos Municipais de Melhoria da Escola

Tendencialmente, existem vários aspectos que as escolas do mesmo município partilham.

Em menor ou maior grau, as comunalidades partilhadas pelas escolas de um município podem incluir as características sócio-demográficas da população, o nível sócio-económico, as habilitações literárias, a participação activa na comunidade, os interesses e expectativas em relação à Educação e à Escola, a taxa de abandono escolar, a taxa de (in) sucesso escolar, entre outros.

O Município é um agente privilegiado em termos do conhecimento da sua população, pelo que é um elemento fundamental no processo de Melhoria e Eficácia da Escola.
De facto, o conhecimento de que um município dispõe permite a identificação das necessidades básicas de determinada população, permitindo estabelecer prioridades, definir objectivos, e implementar estratégias. Esta posição privilegiada verifica-se a vários níveis, incluindo a educação.

Um município que se envolva nos esforços de melhoria da escola está a promover que todas as escolas do seu agrupamento trabalhem no mesmo sentido e com a mesma missão: a melhoria e eficácia da escola (e.g Black, 2008; Rothman, 2009).

O Município através da dinamização e realização de actividades pode promover o desenvolvimento profissional dos professores (e.g Rothman, 2009; Judson, Schwartz, Allen & Miel, 2008) disponibilizando recursos físicos e financeiros para suportar as necessidades das escolas e dos professores.

Ao envolver toda a comunidade educativa nos esforços de da melhoria da escola, fomenta o espírito de grupo e o sentimento de coesão necessários para potenciar o sucesso académico dos alunos, a satisfação com a escola, a melhoria do clima escolar (Black, 2008) e promove ambientes de aprendizagem seguros (e.g. Muijs, Harris, Chapman, Stoll & Russ, 2004).

A escola é uma comunidade alargada (Muijs, Harris, Chapman, Stoll & Russ, 2004), daí o envolvimento de todos ser fundamental para a melhoria e a eficácia das escolas (Seeley et. al., 1990).

O Município tem ao seu dispor os recursos financeiros necessários que possibilitam às escolas equiparem-se com tecnologia que lhes permita a monitorização dos dados. Para além deste facto ter um impacto positivo no processo de ensino-aprendizagem, permite também a análise dos dados recolhidos, permitindo que o processo de tomada de decisão tenha em esses dados em consideração (e.g. Black, 2008; Harvey II, 2006; Muijs, Harris, Chapman, Stoll & Russ, 2004; Potter, Reynolds & Chapman, 2002).



Consulte aqui o documento completo: Plano Municipal de Melhoria da Escola



Veja também: Características de Municípios Eficazes nos Esforços de Melhoria da Escola




Voltar à Página Inicial